Blog Quero me Formar — Organização & Finanças: Como Investir o Seu Dinheiro com Segurança e Custo Zero em Apenas 3 Passos

21 de março de 2020

Como Investir o Seu Dinheiro com Segurança e Custo Zero em Apenas 3 Passos

Quando se tem pouco dinheiro para investir pode ser bastante interessante reduzir os custos de o máximo possível para não comprometer grande parte do capital. Mas é possível investir o seu dinheiro com segurança e custo zero? Aprenda neste artigo!

Mãos femininas segurando uma caneca branca nas mãos à mesa com um fichário em cima

Investir o seu dinheiro vai muito além de deixar o seu dinheiro na poupança.

Existem muitas dúvidas e até mesmo mitos sobre investimentos: "só é possível investir com muito dinheiro", "é muito arriscado, não vale a pena" ou, pior, "investir é para os ricos".

Após falar sobre uma série de aspectos importes de finanças pessoais, como educação financeira, controle de gastos, como economizar dinheiro e outros assuntos, introduzimos o tema investimentos no blog com o artigo sobre como começar a investir do zero.

Se você ainda não viu esse post e é leigo no assunto, recomendo muito que você confira para que entenda como funcionam os investimentos, quais são as opções para aplicar o seu dinheiro e outras informações.

O tema investimentos no blog não será uma série de posts, mas o conteúdo será abordado de forma gradual e em uma sequência lógica para que, aos poucos, você vá aprendendo com a gente, um passo de cada vez, como começar a multiplicar o seu patrimônio mesmo com pouco dinheiro.


Além disso, entre um post e outro você pode [e deve] buscar mais conhecimentos sobre o assunto, ler livros e fazer pesquisas. Quanto mais você entender sobre dinheiro, melhor!

Outra justificativa é que eu comecei a investir com pouco e não mergulhei de cabeça nos investimentos.

Eu comecei na poupança (por sorte, em uma época em que os rendimentos ainda eram um pouco melhores), depois comecei a pesquisar sobre investimentos, corretoras, riscos e estratégias até me sentir segura para fazer a minha primeira aplicação em um investimento de verdade.

Como eu sempre compartilho aqui o que funcionou para mim, eu estou indo aos poucos com o conteúdo também.

Justamente por eu ter começado a investir com pouco dinheiro, era interessante para mim que eu conseguisse investir com o mínimo custo possível, caso contrário, o meu pequeno patrimônio chegaria à plataforma de investimentos ainda menor e, para a minha surpresa, descobri que na verdade era possível investir com custo zero e sem correr riscos.

Mas como conseguir investir o seu dinheiro com custo zero? Quais são as opções disponíveis? É seguro? Entenda!


Mãos feminina segurando celular com calculadora aberta


COMO INVESTIR O SEU DINHEIRO DE FORMA SEGURA E COM CUSTO ZERO?

Antes de mais nada, eu gostaria de ressaltar que eu valorizo muitos as iniciativas de democratizar o acesso a coisas importantes no Brasil, como investimentos. Mas o que isso tem a ver com o conteúdo desse post?

Existem quase 70 corretoras certificadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), incluindo as corretoras de bancos, e poucas delas oferecem serviços gratuitos, pois as corretoras têm um custo muito alto com segurança e tecnologia de suas plataformas e dados. Então isso significa que investir com custo zero não é algo oferecido de forma ampla no mercado e, portanto, quem as oferece nem sempre é capaz de oferecer um serviço de excelência em comparação às corretoras mais caras.

Mas isso não quer dizer que o serviço oferecido seja péssimo [bem pelo contrário], apenas que você não deve comparar uma corretora líder no mercado com uma corretora gratuita, pois os custos desse serviço são altos e, portanto, as duas não estão no mesmo "pé de igualdade".

Logo, eu não recomendaria algo impossível de usar e que não vale a pena, mas também não sejamos ingratas, ok?

Para quem tem pouco dinheiro para aplicar, investir com custo zero e de forma segura é valiosíssimo e é uma oportunidade que muitas pessoas não tiveram há anos atrás.


 Elimine as tarifas bancárias

Para realizar uma aplicação, naturalmente, é necessário que você esteja com dinheiro disponível para uso e é possível investir direto do seu banco, mas já vimos que essa não é a melhor opção para o seu dinheiro.

Logo, ao optar você por investir por meio de uma corretora independente (que não pertence ao banco), é necessário transferir o dinheiro do seu banco para essa instituição.

Uma corretora de valores mobiliários é a instituição que faz o intermédio entre você [que quer investir] e o emissor [quem está disponibilizando os títulos].

Isso é feito por meio de uma transferência bancária normal (DOC ou TED), pois a corretora funciona de forma semelhante a um banco, portanto, incorrerão os custos de transferência bancária normalmente. Assim, eliminar esse custo é o primeiro passo para investir o seu dinheiro com custo zero!

O grande problema disso para quem tem pouco dinheiro é que as transferências entre bancos diferentes normalmente são bem caras (em torno de R$10 e R$20 ou mais!), podendo representar grande parte do seu capital, dependendo da quantia que você tiver disponível para investir

Por exemplo, se você tem R$100,00 e paga R$10 de transferência bancária, está comprometendo 10% do seu dinheiro com esse custo!

A melhor maneira de eliminar custos com transferência bancária é utilizar bancos digitais.

Os bancos digitais são instituições financeiras que não possuem agências de atendimento, oferecendo todos os seus serviços e suporte de forma virtual (online). Ressalto, porém, que apesar de normalmente serem 100% digitais, é possível movimentar contas digitais em caixas eletrônicos 24h.


Outro fator que contribui para a adesão aos bancos digitais é o fato de que as corretoras só aceitam transferência de conta corrente e em sua titularidade, ou seja, não dá para utilizar a poupança para enviar o seu dinheiro à corretora (somente para receber) e nem utilizar a conta de alguém, pois é necessário que esteja em seu CPF. 


Como você já deve saber, é necessário pagar por pacotes de serviços (comumente chamamos de "manutenção de conta") na adesão de contas correntes de bancos tradicionais que, normalmente, não custam menos do que R$10 mensais (em torno de R$13 para o serviço mais básico). Não obstante, esses pacotes de serviço não incluem transferências entre bancos diferentes com abundância.

Os bancos digitais, ao contrário, oferecem conta corrente gratuita e transferências bancárias ilimitadas, ou seja, você não vai gastar nada para manter a sua conta corrente e também não pagará para enviar o dinheiro para a sua corretora!

OBS.: Pode existir um valor mínimo de transferência (mas normalmente não é muito expressivo).

+ VOCÊ SABIA?

Para mim essa é uma informação bombástica pois ninguém [absolutamente ninguém] havia me falado sobre essa possibilidade, desde pessoas mais velhas e experientes com bancos às mais novas e bem informadas.

É possível manter a sua conta corrente sem pagar por nenhum pacote de serviços, aderindo ao pacote de serviços essenciais.

Esse pacote de serviços, naturalmente, é bastante limitado e ainda não oferece transferências entre contas de bancos diferentes, mas você tem direito a:
  • 04 saques por mês
  • 02 transferências entre contas da mesma instituição
  • 02 extratos mensais no caixa eletrônico
  • 01 talão de cheque com 10 folhas 
  • cartão de débito
  • pagamento de contas e boletos bancários sem custo pela internet ou caixas eletrônicos.
Se você ainda quer ter a conta corrente no seu banco e o pacote de serviços essenciais seja suficiente para você, mude agora mesmo e economize!


É seguro utilizar bancos digitais?
Os bancos digitais não são negócios clandestinos, portanto, também são regulados pelo Banco Central do Brasil e devem respeitar regras semelhantes aos dos bancos tradicionais, além de normalmente adotam mais de um sistema de autenticação, como reconhecimento facial e impressão digital.

Logo, quando a instituição é confiável e se preocupa com a segurança dos dados, é seguro sim.

Logo, você não estará correndo riscos, principalmente se utilizar a conta apenas para transferir o dinheiro para a corretora, que pode ser uma maneira de se proteger enquanto não estiver muito segura com o banco.


Qual banco digital utilizar?
Até o momento, eu só tenho experiências com o Banco Inter e conheço muitas pessoas que utilizam e gostam da Nuconta, a conta digital do Nubank [o cartão eu utilizo há 2 anos e sou fã, então a conta me passa bastante confiança também].

Eu gosto muito do Banco Inter porque seu aplicativo é incrível, muito fluido e sem instabilidades [até o momento], o suporte foi imediato quando precisei e ele existe desde 1994 (surgiu como "Banco Intermedium") e é negociado na Bolsa de Valores, portanto, ele é um banco digital com um pouco mais de amadurecimento e, ainda, possui uma sede física em Belho Horizonte (MG).

É o único banco que até o momento eu tenho autoridade para citar, mas ainda não chega a ser uma recomendação pois eu apenas me "arrisquei" a testar ser cliente do banco e gostei muito, contudo, eu não sei tudo sobre ele e não posso garantir que você jamais terá problemas com a instituição.

Eu fiz a escolha após várias pesquisas e recomendo que você faça o mesmo antes de abrir a sua conta. Confira um vídeo com mais detalhes:



Além do Inter, também já ouvi boas avaliações sobre a Nuconta, que é da instituição Nubank, também já bastante consolidada no mercado. 

Essas são as opções mais populares, contudo, existem outros bancos digitais que você pode se interessar em conhecer e se identificar. Assista um comparativo:




2º Escolha uma plataforma de investimentos gratuitas

Isso poderia parecer improvável há anos atrás e eu mesma tive muita dificuldade em acreditar que isso realmente era possível. 

Quando eu descobri que era possível encontrar uma corretora gratuita [o que reduziria ainda mais os custos, tornando real a possibilidade de investir com custo zero] eu simplesmente queria gritar para o mundo essas informações — e é por isso que eu fiquei ainda mais motivada para escrever nesse blog.

O sentido de corretora gratuita remete à não cobrança, por parte da corretora, da sua taxa de corretagem, que é o custo operacional cobrado pela instituição por intermediar os seus investimentos (ou seja, por fazer o seu serviço).


É seguro utilizar uma corretora gratuita?
Como citado acima, as corretoras normalmente investem muito em tecnologia e segurança de dados.

Além disso, quando você faz investimentos em uma corretora de confiança e que possui o certificado da Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados (CETIP), os investimentos ficam registrados em seu nome e CPF, portanto, o dinheiro investido pertence a você e não à corretora.



Basta conferir o rodapé do site da corretora para verificar se ela possui a certificação ou verificar se oferecem essa informação na página sobre o investimento.

Certificações Corretora Rico
EXEMPLO: Certificações Corretora Rico
Logo, para investir o seu dinheiro de forma segura, basta escolher bem a sua corretora e, se quiser evitar absolutamente qualquer risco, não deixe dinheiro parado na corretora (especialmente grandes quantias), pois esse dinheiro é o único que você tem chances de perder caso a corretora quebre.


+ Saiba mais em:

! Se você investe em renda fixa com garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), lembre-se do teto máximo de R$250.000 por CPF em instituição financeira para não correr riscos com seus investimentos.


Quais são as corretoras que oferecem taxa zero?


  • Clear Corretora: atualmente, a única corretora que não cobra por nenhum dos seus serviços é a Clear Corretora e ela pertence ao grupo XP (uma das maiores do Brasil), o que passa credibilidade apesar da proposta "boa demais para ser verdade".
Ela tem taxa de corretagem zero, permitindo que você invista o seu dinheiro com segurança e custo zero na renda fixa, bolsa de valores e outros tipos de investimentos. Saiba mais no site da corretora.

Apesar das instabilidades no aplicativo da corretora e às vezes no site, eu a utilizo há 1 ano e me considero satisfeita por ter acesso a uma corretora sem pagar nada e mesmo as instabilidades nunca me deixaram na mão.


  • Banco Inter: além da Clear, há o Banco Inter que também não cobra por nenhuma das operações executadas em seu home broker, ou seja, na compra e venda de açõesSaiba mais no site do banco.

Outras corretoras que oferecem corretagem zero em produtos específicos. Veja:


  • Rico: a corretora Rico, também do grupo de XP, não cobra taxas para investimentos em renda fixa e oferece corretagem zero em minicontratos. Saiba mais no site da corretora.

  • modalmais: o home broker derivado do Banco Modal, oferece corretagem zero em operações de índice e dólar. Saiba mais no site da corretora.

  • XP Investimentos: a gigante do mercado financeiro oferece taxa zero para: custódia de renda fixa, custódia de bolsa de valores, custódia de Tesouro Direto e carregamento de entrada e saída em previdência privada e isenta custos em outros investimentos mais arrojados. Saiba mais no site da corretora.

  • Easynvest: a instituição, que existe desde 1968, é a segunda maior corretora independente do país e oferece taxa zero de corretagem e custódia em diversos produtos, como: Fundos de Índice - ETF, Fundos Imobiliários - FII, Tesouro Direto e várias outras opções de renda fixa. Saiba mais no site da corretora.


Há ainda outras corretoras bem avaliadas que oferecem taxa zero em alguns produtos (principalmente renda fixa e fundos), como: Órama e Ativa Investimentos.




Mas como as corretoras ganham dinheiro cobrando taxa zero?

Existe o conceito chamado de spread, que consiste basicamente em diferença entre taxas praticadas pela corretora na compra e venda de títulos, ou seja, como a corretora faz o intermédio entre você e o emissor dos títulos de investimentos, a verdade é que a corretora adquire esses títulos a uma taxa de rendimento e vende para você com uma taxa um pouco menor, ganhando em cima dessa diferença.

Isso porque, principalmente quando um banco é o emissor do título, as melhores opções de investimentos só estão disponíveis para investidores com um grande capital, logo, você como um pequeno investidor, de toda forma, não teria acesso a esses investimentos.


Dessa forma, a corretora ganha dinheiro sem precisar, necessariamente, tirar nada de você.


Os custos da corretora podem ser, ainda, incorporados na rentabilidade dos investimentos oferecidos, ou seja, descontar implicitamente o custo da operação na taxa de retorno do investimento. Contudo, basta comparar as opções de investimentos das corretoras (pois na grande maioria dos casos é gratuito abrir uma conta). 


Eu, pessoalmente, nunca verifiquei rentabilidades muito baixas em títulos oferecidos pela Clear, por exemplo, a ponto de julgar que as taxas zeradas eram "trocar seis por meia dúzia".



OBSERVAÇÕES
Antes de mais nada eu gostaria de dizer que esse post não é uma pegadinha [eu prezo muito pela honestidade aqui] e como eu invisto com custo zero, estou compartilhando a maneira como faço isso e funciona.

Como já foi falado nesse e em outros artigos, a corretora faz a ponte entre você suas opções de investimentos, além de armazenar seus dados e títulos.


Contudo, existem taxas que são alheias à corretora, ou seja, são cobradas por instituições como a bolsa de valores brasileira (B3) e Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC), por exemplo, e que normalmente (e naturalmente) as corretoras repassam aos seus clientes.


Essas taxas, contudo, não são abusivas e muitas taxas estão em menos de 1%, logo, essas cobranças serão praticamente irrelevantes, mesmo investindo com pouco dinheiro.


Confira algumas taxas comuns:


Renda Fixa em Títulos Públicos

Taxa de negociação: 0,10% sobre o valor da operação;
Taxa de custódia da B3: 0,30% ao ano;

Renda Variável
Emolumentos ou taxa de negociação (B3): 0,003660%
Taxa de liquidação (CBLC): 0,0275%

Essas taxas têm algumas peculiaridades (veja abaixo) e saiba detalhes no site da B3.

Taxas Emolumentos e Liquidação B3

Taxa de performance: cobradas em fundos para premiar o desempenho do gestor (o valor ou taxa depende do fundo)
Taxa de carregamento: cobrada em planos de previdência privada e em fundos, por cada aporte ou resgate da aplicação (o valor ou taxa depende do investimento).


Não deixe essas taxas desanimarem você para começar a investir! Como as taxas, em geral, são bem baixas, você praticamente não sentirá que está pagando.


Veja a nota de corretagem de uma negociação que eu fiz na bolsa de valores e como o custo foi mínimo:

Taxas Emolumentos e Liquidação B3

3. Elimine a Cobrança de Impostos

As operações no mercado financeiro constituem fato gerador de alguns impostos. Felizmente, dependendo do município em que você reside e do tipo de aplicação que fizer, é possível se livrar de todos ou, no mínimo, obter umas vantagens e reduzir a tributação.

Há o Imposto Sobre Serviço (ISS), cuja cobrança depende do município.


O famigerado Imposto de Renda (IR) é cobrado de forma diferente para cada aplicação.


Na renda fixa, como em CDBs e Tesouro Direto, por exemplo e em alguns tipos de fundos de investimentos, a alíquota do imposto (sobre o lucro) vai variar de forma regressiva conforme o tempo da aplicação, ou seja, quanto mais tempo você deixar o seu dinheiro aplicado, menos pagará de IR:


Até 180 dias:               22,5%

Entre 181 e 360 dias:     20%
Entre 361 e 720 dias:  17,5%
Mais de 720 dias:          15%

Investindo em ações, você tem isenção de Imposto de Renda sobre o lucro em movimentações até R$20.000 (acima desse valor, os ganhos são tributados em 15% em operações normais) e os dividendos recebidos são isentos independente do valor (pois as empresas já pagaram o imposto na hora da apuração do lucro, que antecede a distribuição de dividendos). Os juros sobre capital próprio, contudo, estão sujeitos à retenção do imposto de renda no momento do recebimento.


Já nos fundos, a tributação é menos simplista mas, de forma geral, só ocorre na venda das cotas dos títulos, enquanto os dividendos são isentos.


Por fim, há o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), mas é fácil se livrar dele: basta manter a sua aplicação (renda fixa ou fundos) por mais de trinta dias.


Há ainda investimentos isentos de imposto de renda, são eles: Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Certificados de Recebíveis, temos o do Agronegócio (CRA), debêntures incentivadas e poupança.


Logo, para investir realmente com custo zero e ainda não pagar impostos, você pode se aproveitar da isenção de IR de alguns investimentos e do montante de R$20.000,00 de negociações em bolsa de valores.



Mas não escolha os seus investimentos baseando-se na incidência de impostos. Muitas aplicações são rentáveis mesmo com essas deduções.


CONSIDERAÇÕES FINAIS — Como Investir o Seu Dinheiro de Forma Segura e Com Custo Zero

Investir o seu dinheiro com custo zero pode não ser uma preocupação para todos, mas principalmente para quem está começando a investir com pouco dinheiro é uma oportunidade interessante, pois democratiza o acesso aos investimentos no país e permite sobrar mais dinheiro para as suas aplicações, já que parte dele não ficará retido em custos.

Caso você opte por investimentos mais tradicionais de renda fixa como o Tesouro Direto, você nem precisará procurar muito para investir sem custos, pois as corretoras populares não cobram taxas nesses investimentos. Assim você investe o seu dinheiro com segurança e custo zero!


Investindo em títulos privados, como LCIs, LCAs e debêntures sem resgatar nos primeiros 30 dias você ainda fica isenta dos impostos federais (IR e IOF)!


Se você tem um perfil mais moderado, essa oportunidade ainda é para você: é possível encontrar muitas corretoras com taxa zero para fundos e é possível investir em ações também sem custos pelo Banco Inter e Clear Corretora.


Já para investidores do perfil arrojado, as opções são mais restritas mas suficientes: a corretora Modalmais oferece corretagem gratuita nas operações de índice e dólar e a Clear (gratuita em todos os serviços) também oferece investimentos para esse perfil.


Além de buscar uma corretora que ofereça serviços gratuitos, também é possível que você elimine os seus gastos com tarifas bancárias utilizando os bancos digitais ou negociando com o seu banco.


Em suma, esse artigo traz de forma resumida quais são as suas opções para investir com custo zero, até porque [amém] temos várias alternativas para investir o seu dinheiro com segurança e custo zero. Portanto, recomendo que você pesquise mais a fundo sobre as empresas que se interessar e que estiverem oferecendo serviços alinhados com os seus objetivos financeiros.


Eu compartilhei um pouco da minha experiência aqui e, como sempre, eu quero saber da sua: você já investe e utiliza alguma corretora independente? Qual? Ou, se não, pretende investir com alguma das opções citadas nesse artigo? Me conta nos comentários!



+ Siga o blog nas redes sociais:
Instagram@blog.queromeformar
Pinterest/queromeformar



+ PINE A IMAGEM PARA NÃO ESQUECER!
Imagens para Pinterest Como Investir o Seu Dinheiro com Segurança e Custo Zero em Apenas 3 Passos




+ GOSTOU DAS DICAS? SALVE O INFOGRÁFICO!
Infográfico Como Investir o Seu Dinheiro com Segurança e Custo Zero em Apenas 3 Passos



REFERÊNCIAS
Do Mil ao Milhão Sem Cortar o Cafezinho. Thiago Nigro. Harper Collins (2018). Compre na Amazon. Compre na Americanas. Compre no Shoptime. Compre no Submarino.


7 investimentos isentos de Imposto de Renda. InfoMoney.


8 taxas que você precisa conhecer antes de investir. Organizze.



Bancos digitais são seguros? Veja o que dizem os especialistas. Uol Economia.


Banco Inter lança home broker sem taxa de custódia ou corretagem. Conta-Corrente.


Como tirar a tarifa de manutenção da conta-corrente. Conta-corrente.


Compare as tarifas de cinco bancos para abrir uma conta corrente. Konkero.


Corretoras taxa zero 2020: melhor corretora brasileira. Guia do Investidor.


Cuidado com as taxas cobradas na hora de investir. Quero Ficar Rico.

É seguro conta em banco 100% digital?. Oficina da Net.


INCIDÊNCIA DO IMPOSTO DE RENDA NOS INVESTIMENTOS. Quero Ficar Rico.


O que é taxa de Emolumentos Bovespa?. Toro Radar.


Quais são as principais taxas na hora de investir?. André Bona.


Tarifas de Ações e Fundos de Investimento. B3.


Taxa de Custódia. Mais Retorno.


Taxa zero nas corretoras: benefício real ou ‘metade do dobro’?. Blog Magnetis.

Tributação de fundos de investimento: Imposto de Renda (IR) e IOF. Vérios Blog. Acesso em: 29/01/2020.


Para aprender mais sobre finanças pessoais e investimentos clique aqui.


2 comentários:

  1. Utilizo o banco inter há um tempo tbm e sempre gostei bastante dos serviços oferecidos por eles. Acho que é um dos bancos mais completos que existem atualmente e possui a vantagem de ser digital. Não troco ele por nada.
    O Nubank eu uso bastante tbm, comecei com ele antes de conhecer o banco inter. Gosto muito dos dois, e acredito que só tendem a crescer mais daqui pra frente.
    Bjos!!
    Quero Detalhes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário! <3
      É um páreo duro entre os dois, né!? Ambas empresas são muito competentes, eu também adoro!

      Excluir

- Lembre-se de que todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do autor.
- Não pratique spam!
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para que você receba uma notificação quando seu comentário for respondido.